Rotavírus: infectologista alerta sobre os cuidados preventivos e a importância da vacinação em crianças

Doença pode causar desidratação levando crianças a óbito

Na semana que se celebra o Dia da Imunização comemorado no dia 9 de junho, é importante lembrarmos que a vacinação sempre foi o meio mais eficaz de proteção contra diversos tipos de doenças, e ter o esquema vacinal em dia é importante para a prevenção de doenças, causadas por diversos tipos de vírus que facilmente chegam no organismo das pessoas e, principalmente, nas crianças.

A infectologista e pediatra do Sistema Hapvida, Dra. Silvia Fonseca explica que o rotavírus é um tipo de vírus que causa gastroenterite (diarreia e vômitos) grave, sobretudo, nas crianças pequenas e em países em desenvolvimento.

“Adquire-se o vírus por ingestão de água, alimentos contaminados com fezes de algum outro paciente com rotavírus, contato próximo com alguém infectado ou com objetos ou superfícies contaminadas é muito transmissível. O tempo de incubação pode ser tão curto quanto 2 dias”, ressaltou Fonseca.

Sintomas

Os sintomas mais comuns são vômitos e diarreia aquosa, febre e dor abdominal. A diarreia e vômitos podem levar à desidratação, que por sua vez leva a uma perda de água e sais minerais que pode levar à morte se não for bem tratada.

Dados

Estima-se que cause de 130.000 a 450.000 mortes todos os anos, sendo que a imensa maioria das mortes ocorre em países em desenvolvimento e em crianças menores de 5 anos. O rotavírus foi responsável por cerca de 258 milhões de episódios de diarreia em crianças menores de 5 anos no mundo em 2016.

Estima-se que até os 5 anos, quase toda criança terá pelo menos 1 episódio de gastroenterite por rotavírus, 1 a cada 60 infectada será hospitalizada e 1 a cada 293 irá falecer. 82% das mortes ocorrem em países em desenvolvimento.

Como prevenir

A higienização das mãos antes e depois de usar o banheiro, trocar fraldas, manipular e preparar alimentos, amamentar é fundamental, além disso lavar e desinfetar superfícies, utensílios usados na preparação de alimentos, tomar água sempre tratada (não usar água direto de rios, riachos, chuvas, poços contaminados). Usar de preferência privadas, mas se não for possível enterrar fezes longe de cursos de água.

O Rotavírus já matou muita criança sem precisar, por isso que é importante um saneamento básico adequado nas cidades alinhado à vacinação. Fatores como estes, podem salvar a vida de muitas crianças. São apenas algumas gotinhas. Afirmou Dra. Silvia Fonseca.

Tratamento

Além das medidas preventivas de higiene é fundamental manter o esquema vacinal completo. O programa nacional de imunização oferece gratuitamente 2 doses de vacina, a partir de 1 mês e 15 dias a 3 meses e 7 dias, segunda dose a partir de 3 meses e 7 dias a 5 meses e 15 dias.

Sobre o Sistema Hapvida

O Sistema Hapvida é a maior rede de saúde integrada do país em número de beneficiários, nos segmentos de saúde e odontologia. Em 2022, a combinação de negócios do Hapvida com a NotreDame Intermédica (NDI) resultou na criação de uma das maiores operadoras de saúde verticalizadas do mundo, com cerca de 15 milhões de clientes e 18% de participação de mercado em planos de saúde. Tanto o Hapvida quanto a NDI participaram intensamente da consolidação do mercado de saúde nos últimos anos através de uma combinação de crescimento orgânico e aquisições. A companhia possui mais de 68 mil funcionários, cerca de 27 mil médicos e 28 mil dentistas. Com o objetivo de garantir o acesso a saúde de qualidade a um custo eficiente, a empresa comercializa planos de saúde e odontológicos e presta serviços através de rede assistencial própria composta por 85 hospitais, 77 prontos atendimentos, 318 clínicas médicas e 269 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial. Para mais informações, acesse: hapvida.com.br e ri.hapvida.com.br.


​Foto: Divulgação

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem