Pesquisa Nacional de Saúde Bucal no Amazonas inicia na primeira quinzena de abril

Levantamento epidemiológico mapeia condições de saúde bucal da população brasileira

O estudo “SB Brasil”, que estuda as condições de saúde bucal da população, está de volta a partir de abril. O projeto é realizado a cada 10 anos, no âmbito da Política Nacional de Saúde Bucal, conhecida como Brasil Sorridente, implementada pelo Ministério da Saúde (MS). No Amazonas, o levantamento, realizado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) em parceria com as prefeituras, iniciará por Manaus e será ampliado para outros 11 municípios do interior do estado.

Neste ano, aproximadamente 50 mil pessoas que moram em 422 municípios do país (395 cidades do interior, 26 capitais e o Distrito Federal), foram selecionadas para participar da pesquisa do MS. 

O secretário de Saúde do Amazonas, Anoar Samad, destacou a importância de a população receber em suas casas as equipes de saúde bucal da atenção primária à saúde. 

“O Projeto SB Brasil é essencial para dar suporte à vigilância em saúde da Política Nacional de Saúde Bucal. O levantamento serve como embasamento para o planejamento das ações e serviços nessa área e representa a continuidade e consolidação das ações que serão realizadas nos próximos anos. Portanto é importante a adesão da população para efetividade da pesquisa”, afirmou o secretário.

O objetivo do levantamento é proporcionar à gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) informações para o planejamento de políticas e programas de promoção, prevenção e assistência em saúde bucal, nas esferas nacional, estadual e municipal.

Os municípios do Amazonas que receberão as equipes, a partir da primeira quinzena de abril, são Borba, Eirunepé, Humaitá, Itacoatiara, Manacapuru, Maués, Parintins, Presidente Figueiredo, São Paulo de Olivença, Tefé e Urucurituba, além de Manaus.

O levantamento feito pelas equipes visa identificar doenças mais prevalentes, como cárie dentária, doenças periodontais, necessidade de próteses dentárias, condições de oclusão, traumatismo dentário e o impacto dessas doenças na qualidade de vida, entre outros aspectos.

Pesquisa – A chefe do Departamento de Atenção Básica e Ações Estratégias da SES-AM, Viviana Almeida, ressaltou que as informações obtidas no levantamento contribuirão para identificar a atual realidade da saúde bucal no estado, permitindo avaliar a efetividade da atual política, sua evolução desde o último estudo, em 2010, e para a elaboração de uma consistente base de dados em saúde bucal da população.

“Essas informações que serão colhidas pelas nossas equipes servirão para avaliar o perfil epidemiológico em saúde bucal da população. Esse tipo de levantamento permitiu que a saúde bucal integrasse a Atenção Básica, e hoje compõe a Estratégia de Saúde da Família. Precisamos dessas informações para traçar metas e estratégias no âmbito da saúde como um todo”, disse Viviana.

Viviana Almeida enfatizou ainda que as equipes irão visitar as residências previamente selecionadas e, caso alguém seja compatível com a pesquisa, será convidado a participar. No momento da coleta de informação, as equipes irão aplicar questionários para saber mais sobre o perfil do participante e de sua família, além da realização do exame bucal.

 

FOTOS:Divulgação/SES-AM


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem