Recuperação de empregos é meta do Governo do Amazonas para 2022, afirma Wilson Lima

Governador comentou saldo positivo de empregos em relação às demissões no Amazonas e aumento de mão de obra no PIM

Ao comentar o saldo positivo de empregos em relação às demissões no Amazonas e o aumento da mão de obra empregada no Polo Industrial de Manaus (PIM) em 2021, o governador Wilson Lima destacou que a recuperação de empregos é uma das principais metas do Governo do Amazonas para este ano.

“Essa é a segunda meta mais importante que nós temos para o ano de 2022, que é recuperar os empregos. Para isso, nós estamos criando um ambiente para atrair novos empreendimentos. Nós prorrogamos, com ajuda da Assembleia Legislativa, a Lei de Incentivos Fiscais por mais 10 anos para dar segurança para aqueles que estão investindo aqui e para aqueles que tenham interesse em vir para o estado do Amazonas”, disse o governador.

A meta número um é colocar comida na mesa dos amazonenses por meio de programas que garantam a segurança alimentar da população, como o pagamento do Auxílio Estadual, a instalação de mais unidades do Prato Cheio e a realização de mais edições do Peixe no Prato Solidário.

Segundo os números mais atuais do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho e Previdência, o Amazonas apresentou um saldo líquido de 4.817 vagas com carteiras assinadas em novembro em comparação ao mês de outubro. Entre janeiro e novembro de 2021, o saldo entre admissões e desligamentos é 37.691 postos de trabalho.

Em relação à mão de obra empregada pelo PIM, a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) divulgou dados de outubro de 2021, quando as empresas informaram a manutenção de 102.652 postos de trabalho, entre efetivos, temporários e terceirizados, o que representa queda de 1,08% em relação a setembro (103.775 trabalhadores), mas um crescimento de 0,8% ante outubro do ano passado (101.837 trabalhadores).

Com os dados apurados até outubro, a média mensal do PIM de empregos diretos neste ano é de 103.067 trabalhadores - resultado 12,13% superior ao registrado em igual período de 2020 (91.915 trabalhadores).

Wilson Lima destacou que, no ano passado, o Conselho de Desenvolvimento do Amazonas (Codam) do Governo do Amazonas aprovou 216 novos projetos industriais de implantação, diversificação e atualização, da ordem de R$ 19,7 bilhões e previsão de geração de 8.471 empregos. “Alguns desses investimentos são de empresas que mudaram todas as suas operações para o nosso estado. Além disso, temos também o novo investimento já anunciado pela Eneva, na exploração de gás natural do campo de Azulão, em Silves. Será um investimento de R$ 1 bilhão gerando centenas de empregos para a nossa população”, destacou o governador.

PIB – Wilson Lima ressaltou, ainda, que a expectativa é que o PIB do Amazonas neste ano cresça entre 3% a 4%, puxado principalmente pela indústria, mas também refletindo no comércio e serviços. “E também esse ano de 2022 é muito promissor para o estado do Amazonas, um ano de muitas conquistas, um ano da indústria, da retomada das atividades econômicas”, disse.

Em 2021, o IBGE publicou o resultado do PIB do Amazonas relativo ao ano de 2019, que apresentou crescimento de 2,3% na comparação com 2018, ampliando a participação do estado na economia nacional, de 1,4% para 1,5%. O Amazonas também subiu uma posição no ranking do PIB nacional, ocupando agora a 15ª colocação. 

Foto: Diego Peres/Secom

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem