Procon fiscaliza preço abusivo de testes de Covid, a pedido do dep. Fausto Jr

Atendendo ao pedido do deputado Fausto Jr. (MDB), o Serviço de Proteção ao Consumidor do Amazonas (Procon-AM) começou a fiscalizar a venda de testes rápidos de Covid em drogarias e laboratórios na capital e interior do Estado.

O deputado pediu aumento na fiscalização após receber denúncias que algumas drogarias e laboratórios estavam cobrando preços abusivos pelos testes.

“Recebi denúncias que algumas drogarias estavam cobrando até 300% mais caro pelos testes rápidos”, denuncia Fausto. “Em outubro do ano passado, o teste numa drogaria custava R$ 80. Hoje, a mesma drogaria está cobrando R$ 300”, comparou.

O Procon-AM começou a fiscalização nesta semana e constatou a cobrança abusiva. As drogarias e laboratórios foram intimados a dar explicações sobre o aumento no preço dos produtos.

Caso o aumento não seja justificado, os estabelecimentos serão multados de acordo com as normas do Código Brasileiro do Consumidor.

“Tirar proveito dos consumidores num momento de crise é desumano”, destacou Fausto.

 Foto: Divulgação Ascom

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem