Em resposta à ação de Rodrigo Guedes e Amom, Justiça suspende aumento de 83% do Cotão da CMM

Nesta sexta-feira, 28/01, a juíza Etelvina Lobo Braga, da 3ª Vara da Fazenda Pública Municipal, em resposta à ação popular dos vereadores Rodrigo Guedes (PSC) e Amom Mandel (sem partido), decidiu pela suspensão do processo de votação que aprovou o reajuste de 83% da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (CEAP). A ação foi movida pelos vereadores na última terça-feira, 25/01.

Na decisão, a juíza declarou que pela falta de interesse público da matéria, não havia necessidade da votação ter ocorrido em regime de urgência.

"É uma vitória para a população de Manaus. Eu e o vereador Amom temos lutado contra esse absurdo, um processo de votação sem transparência, um valor altíssimo desnecessário para os gastos ao qual pode ser destinado. Essa decisão é uma luz de esperança para o povo", disse Guedes.

O aumento de R$ 18 mil para R$ 33 mil da verba CEAP foi aprovado na última sessão plenária do ano passado, em regime de urgência. O valor é destinado a cada vereador para gastos como combustível, aluguel de veículos e divulgação parlamentar.

Foto: Divulgação ascom

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem