Festival Folclórico do Amazonas entra no oitavo dia de apresentações atraindo milhares de pessoas

O 64° Festival Folclórico do Amazonas (FFA) entra no oitavo dia de apresentações, com participação maciça do público durante todo o evento, que ocorre na arena do Centro Cultural Povos da Amazônia (CCPA), no Distrito Industrial, zona Sul. Cerca de 60 mil pessoas já passaram pelo local. 

O festival é promovido pela Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), e secretarias municipais, integradas com apoio do governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, e acontece até o próximo dia 23, sempre a partir das 19h, com entrada gratuita.

As apresentações folclóricas deste domingo, 19/6, contaram com seis grupos, todos das categorias prata e bronze, que levaram para a arena, a cultura nordestina, além de quadrilhas e cirandas. 

A oitava noite do 64° Festival Folclórico do Amazonas foi comandada pelos grupos Castelo das Loucas (quadrilha cômica), que abriu a noite de festividades, seguida das danças, Independente da Compensa (ciranda), Pimentinha na Roça (quadrilha tradicional), Cabras do Capitão Galdino (dança nordestina), Biba Boys (quadrilha cômica), e Cangaceiros de Aparício (dança nordestina), que fecha a noite de apresentações.

Conforme o diretor-presidente da Manauscult, Alonso Oliveira, diversas secretarias estão envolvidas no operacional do festival. 

“Na sétima noite do Festival Folclórico do Amazonas tivemos um recorde de público com mais de 20 mil pessoas que lotaram o Centro Cultural Povos da Amazonas. Foi um sucesso graças ao trabalho integrado das secretarias municipais. Temos aqui, desde a Polícia Militar, operação especial de trânsito e transporte, até médicos do Serviço de Atendimento Móvel (Samu). Tudo isso para oferecer o melhor festival de todos os tempos à população, conforme determinação do prefeito David Almeida” destacou Oliveira. 

A microempreendedora, Luane Mileo, 27 anos, aproveitou o fim de semana para levar as duas filhas e a irmã para prestigiar o festival, como forma de manter a tradição familiar. E ainda elogiou a megaestrutura montada pela prefeitura. 

“Já fazia bastante tempo que eu não vinha, estou adorando, está tudo muito organizado, tem bastante barracas de comidas típicas, e eu trouxe as minhas filhas para conhecer o festival, que nunca tinham vindo. Quero muito manter essa tradição familiar. Minha mãe me trazia quando eu era criança, com as minhas irmãs, todo ano. Eu quero estar passando para as minhas filhas também, essa época que é tão gostosa”.

A programação completa do festival pode ser consultada no site da Manauscult (manauscult.manaus.am.gov.br) ou diretamente pelo link https://bit.ly/64°FFA.

Gastronomia

A praça de alimentação do festival, oferece diferentes guloseimas típicas do período junino, e está localizada próxima à arquibancada do anfiteatro, funcionando durante todo o evento, com preços que vão de R$ 5 a R$ 35.

No cardápio das barracas, têm comidas regionais e típicas dos festejos, como bobó de camarão, carne de sol, tacacá, farofa de camarão, milho cozido, pamonha, bolo de macaxeira, cachorro-quente, batata frita, sanduíches, pizza, algodão-doce, pastel, entre outros pratos.

“Está movimentado, bem mais do que esperávamos, graças a Deus, trouxemos uma variedade de comidas típicas e o mais procurado aqui na barraca ‘Fino Sabor’ é o prato de pirarucu. Nossas comidas estão com preços entre R$ 5 a R$ 25”, disse a empreendedora Sthefanny Cardosa, 20 anos. 

Empreendedorismo

Além dos grupos de dança, o festival conta com uma área de artesanato e venda de produtos regionais, com peças e acessórios indígenas, entre outros artigos, que custam até R$ 25. A feira de artesanato é coordenada pela Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi).

A artesã e empreendedora, Cristiane Froes, 39 anos, assistida pela Semtepi, trabalha com biscuit, tocas de cetim e de enfermagem, e fala que o movimento de vendas está intenso durante o festival. Ela agradece a Prefeitura de Manaus pelo espaço de vendas, que vai garantir uma renda extra.   

“Eu quero agradecer a prefeitura por ceder esse espaço pra gente. O movimento de vendas está intenso, com fluxo alto de pessoas que estão comprando bastante aqui com a gente, porque temos produtos variados, com preços entre R$ 5 a R$ 30”, explica.  

Programação

Segunda-feira (20/6)

19h50 – Abertura do evento

20h – São Sebastião (ciranda)

20h45 – Alegria Caipira (quadrilha tradicional)

21h30 – Cangaceiros de Asa Branca (dança nordestina)

22h15 – Papudinho na Roça (quadrilha cômica)

23h – Tradição da Ciranda (ciranda)

23h45 – Explosão de Alegria (quadrilha tradicional)

Terça-feira (21/6)

19h50 – Abertura do evento

20h – Vingadores de Virgulino (dança nordestina)

20h45 – Sedução da Compensa (ciranda)

21h30 – Mocidade da Roça (quadrilha tradicional)

22h15 – Ciranda do Armando Mendes (ciranda)

23h – Explosão na Folia (quadrilha tradicional)

23h45 – Império da Compensa (ciranda)

Quarta-feira (22/6)

19h50 – Abertura do evento

20h – Rosas da Noite (quadrilha tradicional)

20h45 – Molejo (ciranda)

21h30 – Coração de São João (quadrilha tradicional)

22h15 – Caipira Rasta Pé na Roça (quadrilha tradicional)

23h – Unidos do Alvorada na Roça (quadrilha tradicional)

23h45 – Brotinhos do Parque (quadrilha tradicional)

Quinta-feira (23/6)

19h50 – Abertura do evento

20h – Meu Reino da Roça (quadrilha tradicional)

20h45 – Império na Folia (quadrilha tradicional)

21h30 – Junina Gaviões na Roça (quadrilha tradicional)

22h15 – Amor de São João (quadrilha convidada)

23h – Os Afobados na Roça (quadrilha convidada)

23h45 – Flor de Liz (quadrilha convidada)

Fotos: Antonio Pereira / Manauscult


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem