Prato Cheio garante alimentação de qualidade aos moradores do bairro Parque Mauá

Restaurante popular na zona leste vai servir 400 refeições por dia, de segunda a sexta-feira

Os moradores do bairro Parque Mauá, na zona leste de Manaus, foram contemplados com a 18ª unidade do restaurante popular Prato Cheio no estado, inaugurado pelo governador Wilson Lima na última sexta-feira (06/05). A localidade abriga aproximadamente oito mil famílias, muitas em situação de vulnerabilidade social, que agora têm a oportunidade de almoçar pagando o preço simbólico de R$ 1, de segunda a sexta-feira.

“Essa comunidade é sediada nesse lugar há 26 anos e nós nunca tivemos uma ação do Governo do Estado em tamanha escala aqui, ajudando as famílias de baixa renda, pessoas que estão em extrema vulnerabilidade social. E esse projeto veio para ajudar muitas famílias que estão em necessidade aqui na nossa comunidade”, destacou Isaac Ferreira, 40 anos, presidente da associação de moradores do Parque Mauá.


De acordo com o líder comunitário, ao instalar o restaurante no bairro, o Governo do Amazonas atendeu uma demanda antiga dos moradores.

“No período de pandemia muitas famílias nos procuraram pedindo ajuda e a gente fazia mobilização entre amigos para tentar ajudar muitas famílias com cesta básica. Pedimos para o governo atender essa demanda dentro da nossa comunidade e fomos atendidos. O Prato Cheio, que nunca teve na nossa comunidade, hoje veio para fomentar e ajudar muitas famílias a sair dessa crise e poder alimentar muitas pessoas aqui nesse bairro”, afirmou Isaac.

Vizinha do restaurante, que fica na rua do Areal, n° 636, próximo ao campo Lagoa Azul, a aposentada Gertrudes Alves, 85, mora com filhos e netos e comemorou a chegada do Prato Cheio ao bairro.

“Vai ajudar muito a minha filha, meus netos, os vizinhos. É uma ajuda excelente para esse bairro. A nossa realidade é muito difícil, principalmente para quem não tem um emprego e tem baixa renda. Deixo um agradecimento ao Wilson Lima por fazer isso pelas pessoas que precisam. Vai ajudar em alimentação e em outras coisas”, pontuou.

Para a dona de casa Ana Telma Rodrigues, 58, que está desempregada, as refeições vão ser importantes para equilibrar o orçamento familiar e alimentar os netos e bisnetos.

“Eu quero, primeiramente, agradecer a Deus por essa benção. Nessa pandemia que nós passamos, muita gente desempregada, passando fome. Tem gente que não tem como comprar um pão para dar para os seus filhos, seus netos, como o meu caso, eu não tenho vergonha de falar. Agradeço por esse projeto aqui no bairro para o povo, para nós”, disse, emocionada.

Benefício social – O Prato Cheio atende à população em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar e nutricional. O programa é administrado pela Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas) e Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental (Aadesam).

O Governo do Amazonas já implantou, desde o ano passado, oito unidades do Prato Cheio no interior do estado. Receberam restaurantes populares os municípios de Manacapuru, Autazes, Itacoatiara, Tefé, Barreirinha e Parintins. Rio Preto da Eva e Tabatinga ganharam uma cozinha popular com sopa gratuita.

Em Manaus, o número de unidades passou de sete para dez, com a inauguração de um restaurante popular no bairro do Alvorada, na zona oeste, além da cozinha popular que foi inaugurada no bairro da União e do novo restaurante inaugurado nesta sexta-feira, no Parque Mauá. Ao todo, o estado conta com 18 unidades do Prato Cheio, mais que o dobro do que existia há pouco mais de um ano.


FOTOS: Bruno Zanardo/Secom

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem