Carreta Vacina Amazonas supera marca de 11 mil doses na zona norte

Esse é o segundo destino do posto itinerante, que já esteve no Centro de Manaus

A carreta Vacina Amazonas alcançou um total de 11.454 doses de imunizantes contra a Covid-19 aplicadas do dia 5 de janeiro até sábado (15/01), nos atendimentos realizados no Centro Estadual de Convivência da Família (CECF) Padre Pedro Vignola, na zona norte da capital. A unidade móvel de vacinação é uma estratégia do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), para levar a vacina cada vez mais para perto da população.

Nas ruas desde dezembro de 2021, a carreta iniciou seu percurso na Praça Heliodoro Balbi (Praça da Polícia), no Centro, zona sul de Manaus. Agora, em seu segundo ponto de parada, no CECF Padre Pedro Vignola, o posto de imunização ficou mais próximo de moradores de bairros da zona norte.

Entre esses moradores está a nutricionista Nilda Pinheiro. Ela avalia que o funcionamento da unidade itinerante vem contribuindo para agilizar o atendimento de quem busca a aplicação da vacina no Centro de Convivência e em todo o seu entorno.

“A carreta vai desafogar mais os outros postos. Para mim foi um pouco mais rápido, está na zona onde eu moro, então fica um pouco mais prático. Para aquelas pessoas que não têm como estar se locomovendo para lugares mais longe, para quem está aqui na zona norte, ela está facilitando”, elogiou a nutricionista.

O espaço conta com profissionais de saúde da SES-AM e da Fundação de Vigilância em Saúde Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), com o apoio da Prefeitura de Manaus, oferecendo atendimento das 9h às 16h.

De acordo com a servidora da SES-AM, Fátima Maia, a procura pelo imunizante no espaço aumentou depois da chegada da ação.

“A resposta foi muito boa, foi bastante procurado, até mais do que a gente podia imaginar que fosse. A população procurou bastante, foram vacinadas, foram bastantes doses, e a gente está seguindo até o momento”, explicou a servidora.

Vacinação– Na carreta é disponibilizada a aplicação das 1ª, 2ª e 3ª doses, além da 4ª dose, disponível para as pessoas com alto grau de imunossupressão que receberam a dose de reforço há, pelo menos, quatro meses.

Reforço– Para a população acima de 60 anos, o intervalo para a terceira dose é de, pelo menos, três meses da aplicação da segunda dose. Para pessoas entre 12 e 59 anos, a imunização com a dose de reforço exige um intervalo de, pelo menos, quatro meses.

Para receber a dose de reforço, é necessário apresentar a carteira de vacinação, documento de identificação original com foto ou certidão de nascimento (para menores de 17 anos) e CPF.

Quarta dose – Para a aplicação da 4ª dose, os documentos necessários são: carteira de vacinação, documento de identificação com foto, CPF, e laudo médico ou outro documento que comprove a condição – original e cópia, que ficará retida para controle.

FOTOS:Arthur Castro/Secom

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem